Páginas

1 de outubro de 2013

Namoro segundo Deus

No prefácio do livro "Sua Perfeita Fidelidade", o autor escreve assim: "Nestes tempos em que se dá grande importância aos prazeres passageiros, à realização e à satisfação pessoal, é uma alegria animadora e rara encontrar um casal tão jovem com uma compreensão profunda do amor verdadeiro e do romance real. Eric e Leslie Ludy formam esse casal a quem Deus deu o discernimento e a visão para além de suas idades."

Quem quer namorar ou já está namorando deveria ler este livro. É pequeno, tem apenas 114 páginas e conta a bela história de amor de Eric e Leslie, desde que se conheceram até o casamento, seguindo fielmente a vontade de Deus. Este não é um livro técnico, mas sim romântico.



Como esse assunto está sempre atual, gostaria de deixar algumas anotações sobre os princípios que encontramos na Bíblia a este respeito. Estes princípios servem para quem deseja estabelecer um relacionamento e quer a bênção de Deus, que tudo vá bem, com paz, alegria, com coragem para enfrentar as dificuldades, com benefícios para os dois lado.


1) Qual é a idade certa para namorar?
"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu... tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;" (Eclesiastes 3.1,5).
 
“Quem não é casado cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor, mas o que é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à mulher.” (I Coríntios 7:32-33).

Deus se agrada quando procuramos agradar à Ele em primeiro lugar. Depois Ele nos dá uma esposa para nos trazer alegria e para agradarmos. Não é bom inverter esta ordem. Se não aprendermos primeiro o verdadeiro amor que há em Cristo Jesus, teremos grande dificuldade em amar nosso cônjuge do jeito certo que agrada à Deus.

2) O que a Bíblia diz sobre namoro?
O termo namoro não existe na Bíblia. Quando o assunto é o relacionamento afetivo entre um homem e uma mulher, a Bíblia nos mostra que este relacionamento sempre tem como objetivo o casamento. Qualquer relacionamento fora desta visão a Bíblia chama de impureza (pensamentos e desejos), prostituição (ou pornografia), lascívia (sensualidade a ponto de perder a vergonha e a decência), entre outros.

"Digno de honra seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula (ato sexual); pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará." (Hebreus 13.4).

3) Posso namorar qualquer um(a)?
Deus trata de forma diferente dois tipos de pessoas na Bíblia. a) os cristãos (convertidos e seguidores de Cristo) e b) os ímpios (incrédulos, ou seja, àqueles que não são convertidos à Cristo). Como estamos defendendo princípios da Bíblia, cremos que estamos falando com quem já teve uma experiência pessoal de entrega de sua vida aos cuidados de Jesus Cristo (João 3.7).

"Não vos prendais a um jugo* desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas?" (2 Coríntios 6.14).

*Nota: Jugo ou canga era uma peça de madeira que ligava o pescoço de dois bois e estes puxavam o arado ou o carro. Jugo desigual significa que não se pode juntar dois bois com tamanhos diferentes ou mesmo duas espécies de animais, como um boi e um cavalo.

4) "Ficar" sem compromisso pode?
Os solteiros que são filhos de Deus não estão em uma vitrine disponíveis para qualquer um, mas reservados para quem Deus vai indicar, no tempo certo. É necessário se manter puro para seu futuro cônjuge. Se preservar, certamente estará se preparando para um casamento sadio e abençoado.

Quem fica com um e outro está expondo seu corpo à promiscuidade moral, emocional e física, com possibilidade de contrair diversas doenças graves ou não. Será esse o jeito certo de se manter reservado para seu futuro cônjuge?

"Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus; ninguém iluda ou defraude* nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação." (1Tessalonicenses 4.3-7).

*Nota: "Defraudar" significa tirar vantagem do outro, explorar.

5) Fazer um "Test Drive" antes do casamento pode?
Deus criou o sexo para alegria plena do marido e da esposa. Qualquer relação íntima fora do casamento é pecado diante de Deus.

Talvez este vídeo lhe ajude a entender melhor a importância de esperar a hora certa:


6) Quando estarei pronto para namorar e casar?
A Bíblia deixa claro que o casamento é para a vida toda e se, antes do casamento somos todos irmãos em Cristo, não é aceitável nem prudente queimar etapas e atropelar o processo. Isso é algo muito sério e extremamente precioso aos olhos de Deus.

Quanto ao "estar pronto", podemos ver claramente na Bíblia um estado de maturidade quando homem e mulher alcançam quatro níveis de maturidade.

a) Maturidade física
Adolescentes são àqueles que estão crescendo, em uma fase transitória entre criança e adulto. Importante deixar claro que o fato do corpo do adolescente estar em pleno desenvolvimento e isso gerar, entre outras coisas, uma atração física natural entre os sexos, isso não quer dizer que esse desejo seja prova de maturidade.

"Por isso deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Gênesis 2:24).

“Então, disse Judá a Tamar, sua nora: Permanece viúva em casa de teu pai, até que Selá, meu filho, venha a ser homem (Gênesis 38.11).

b) Maturidade emocional
Uma pessoa equilibrada em seus sentimentos sabe suportar dificuldades e pressões, sabe exatamente o que quer na vida. Está preparado para mudanças radicais, tais como deixar os pais (geograficamente e financeiramente), os amigos, a liberdade de solteiro, para assumir as responsabilidades domésticas.

“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino (1Coríntios 13.11).

c) Maturidade espiritual
Manter relacionamento com Deus é a prioridade para todo cristão, mas especialmente jovens e adolescentes devem dedicar tempo para oração e meditação na Palavra de Deus. Essa é a fase da vida mais propícia para o estabelecer os pilares da fé e do crescimento espiritual necessários para a sua vida adulta e as muitas responsabilidades.

"Jesus respondeu-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada." (João 14.23).

d) Maturidade profissional e financeira
Esta etapa é importante para as moças, mas principalmente para os rapazes. Um relacionamento só pode iniciar quando possuir horizontes claros e condições mínimas para sustentar uma família sem depender dos outros. Por exemplo, o rapaz pode estar no último ano da Faculdade, mas com possibilidades de, a curto prazo, ter um bom emprego.

“E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado; Para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma.” (1Tessalonicenses 4.11-12).

7) O que devo fazer se amo alguém e não estou pronto para casar?
Ninguém pode se opor à sua oração à Deus. Ele está disponível 24 horas por dia, sete dias da semana. Peça direção à Ele se realmente é esta pessoa quem Ele escolheu para você.

Esteja sensível aos sinais de confirmação na vida de irmãos mais velhos antes de despertar qualquer interesse na outra pessoa. Um jovem solteiro pode ter centenas de amigos e amigas convertidas ou não, pode sair em grupos, participar de reuniões da igreja, estudar a Palavra etc., mas guardar para si qualquer sentimento e olhar que denuncie seu interesse na outra pessoa.

A Bíblia deixa claro que o casamento é para a vida toda e se, antes do casamento somos todos irmãos em Cristo, não é aceitável nem prudente queimar etapas e atropelar o processo. Isso é algo muito sério e extremamente precioso aos olhos de Deus.

Creio sinceramente que Deus é o maior interessado em confirmar se àquela pessoa será ou não seu futuro cônjuge. Não podemos criar uma expectativa do outro lado e depois ver mais de perto que não é bem assim, que houve um engano. Imagine as famílias, os irmãos mais próximos, as feridas de um coração quebrado. Como restituir isso?

Sujeição aos seus pais (convertidos ou não), sujeição aos irmãos mais velhos na fé que o conhecem e lhe ajudam na caminhada devem ser pilares sólidos para começar ou não a considerar alguém para um futuro relacionamento. Conhecer quem é a pessoa, personalidade, caráter, família, maturidade com Deus, compromisso com Jesus, se anda ordeiramente, se é tratável ou não, se tem o desejo de desempenhar o papel que Deus ordena, se tem o coração em servir; enfim, uma série de coisas que vão muito além da aparência ou do ouvir falar.

Pense nisso: - Você assinaria um cheque em branco e daria para alguém que você não conhece bem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Aqui é o seu espaço para comentar